Uma das estratégias mais interessantes para ajudar no manejo do solo é a utilização de plantas de coberturas para influenciar positivamente as propriedades químicas e físicas da terra. Esse método consiste basicamente na utilização de qualquer espécie com o objetivo de melhorar essas condições. 


kansas state football uniforms oregon ducks jersey purdy jersey florida jersey penn state jersey justin jefferson lsu jersey custom ohio state jersey drew allar jersey fsu jersey penn state jersey purdy jersey aiyuk jersey justin jefferson lsu jersey fsu jersey custom ohio state jersey

Nas fotos abaixo, podemos ver essa estratégia sendo utilizada em um cliente da I@gro, a Fazenda Monte Cristo, e podemos enxergar claramente o desenvolvimento das raízes das plantas, o que mostra um solo mais saudável e como uma boa quantidade de nutrientes, que propiciam um crescimento mais uniforme das culturas. 

A utilização das plantas de cobertura se torna  um dos pilares do Sistema Plantio Direto. Depois de completar o ciclo vegetativo, elas são derrubadas e ficam sobre o solo, formando uma camada de palha. Na sequência, o plantio das culturas é feito sem revolver o solo. Observe na imagem abaixo:

Além de ser interessante observar o desenvolvimento das raízes, é possível notar o tamanho das espécies, mostrando que a distribuição de nutrientes se torna constante com o auxílio deste método. 

No geral, as plantas de cobertura são fundamentais para gerar a estruturação do solo. Pois além tudo que já foi citado anteriormente, elas também auxiliam para evitar a erosão do solo, pois essas plantas funcionam como uma camada protetora, que evita o impacto direto das gotas de chuva no solo. 

As plantas de cobertura podem ser usadas em qualquer lavoura, sempre em sistema de rotação com as culturas econômicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *